Análise (com fotos): Ípega Tomahawk (PG-9068)

Um joystick simples, com a pegada dos produtos da Microsoft (é um produto chinês). Confira os detalhes neste review

Desde que o meu antigo GameSir G4s queimou, estava procurando um controle que tivesse as suas mesmas características, formato, esquema de botões… E nas minhas buscas acabei encontrando o Ípega Tomahawk PG-9068. Confesso que nunca havia segurado um e comprei meio às cegas. Pelas fotos me parecia um bom produto. Arrisquei e agora estou contando o que achei dele.

Conteúdo da embalagem

Vem pouquíssima coisa dentro da caixinha. Para ser mais específico:

  • 1 joystick
  • 1 cabo USB
  • 1 manual de instruções

Especificações técnicas

  • Dimensões: 18x16x8cm
  • Peso: 300g (é MUITO leve mesmo!)
  • Conectividade: bluetooth (3.0+) e USB
  • Duração da bateria: cerca de 10 horas

O produto

Como eu havia mencionado anteriormente, ele é bastante parecido com o controle do Xbox One. Se olharmos bem de perto, é possível perceber algumas imperfeições no acabamento do Ípega (já falei que é um produto chinês?). Mas nada de muito grave.

Os gatilhos são bem parecidos. Aliás, a única diferença entre os dois é que na área dos botões do Ípega, existe uma espécie de círculo. No começo atrapalha um pouco, principalmente se você tem a mesma mania que eu, de pressionar os botões A e B com o “meio” do polegar.

Acima, os gatilhos do controle do Xbox One. Abaixo, o Ípega PG-9068.

Um dos fatores (se não o principal) que me fizeram comprar esse joystick é seu suporte para smartphones. Definitivamente não consigo jogar pressionando a tela dos aparelhos. É bem estranho!

Esse suporte é retrátil e sua extensão comporta aparelhos de até 6 polegadas.

Conectividade

O Ípega Tomahawk traz alguns botões que são utilizados para efetuar o seu pareamento com sistemas Android e iOS. No caso do sistema Windows (e acredito que Linux também) o processo é um pouco diferente.

Para efetuar o pareamento via bluetooth, é necessário pressionar, ao mesmo tempo, os botões Home + Android ou Home + iCade e segurá-los por cerca de 2 segundos. No caso do sistema da Microsoft, se a conexão for via bluetooth, é preciso utilizar a combinação Home + Android. Uma vez pareado, da segunda vez em diante que for conectar no mesmo dispositivo, basta pressionar apenas o botão Home.

Existe um pequeno problema ao utilizar o joystick via cabo USB. Se você simplesmente ligar o cabo no PC, não acontecerá absolutamente NADA! O manual diz que para utilizar desse modo é preciso pressionar o botão Start, mas não especifica QUANDO pressionar. 

Por motivos que não sei explicar, o controle só funciona no computador, via cabo, se você mantiver pressionado o botão Start ANTES de espetar o cabo na entrada USB. Dessa forma o LED1 fica aceso e você pode utilizar sem maiores problemas.

Uma coisa interessante é que, no modo Android, ao pressionar o botão Home (depois de pareado) dá para usar a função Multimedia. Você vai perceber que o LED 1 ficará apagado e o LED 2 acenderá. Com isso a configuração do joystick muda um pouco:

Função mouse:

Analógico esquerdo: controla o ponteiro do mouse rápido
Analógico direito: controla o ponteiro do mouse de forma mais lenta
Botão LB: botão esquerdo do mouse
Botão RB: botão direito do mouse

Função multimedia:

Botões LT e RT: play / pause
Botão Y: aumentar volume
Botão A: diminuir volume
Botão B: próxima música
Botão X: música anterior

Para retornar ao modo joystick, basta pressionar novamente o botão Home. O LED 1 voltará a ficar aceso, indicando a mudança de modo.

Como nem tudo são flores, os gatilhos são reconhecidos como meros botões. Tanto na conexão via bluetooth (D-Input) quanto via cabo USB (X-Input). Ainda não descobri uma maneira de fazê-los funcionarem corretamente. Outra coisa não tão boa é que ele apresenta um leve input lag.

Preço

Seu preço não é tão alto. É possível encontrá-lo na internet por cerca de R$ 70,00 (fora o frete).

É isso! Espero que tenha gostado dessa pequena análise.

🙂

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.